O seu sistema anti-suborno está atualizado ?

A cada ano, estima-se que cerca de 1 trilhão de dólares seja pago em suborno ao redor do mundo. Mas, por meio de mudança institucional e promoção de uma cultura empresarial mais ética, as organizações poderão, sim, desempenhar um papel significativo na luta global contra a prática do suborno.

A cada ano, estima-se que cerca de 1 trilhão de dólares seja pago em propinas ao redor do mundo. Diante dessa cifra assustadora, criou-se o ISO 37001, sistema padronizado internacionalmente para que as organizações possam implementar um gerenciamento eficaz anti-suborno. Desenvolvido pela International Organization for Standardization (ISO), com sede em Suíça, o novo ISO 37001 define uma série de medidas que as empresas devem colocar em prática para prevenir, detectar e mesmo lidar com casos de propinas.

O padrão ISO 37001 foi projetado a fim de incutir uma cultura anti-corrupção nas organizações, além de garantir controles adequados. Dessa forma, aumentam as chances de detectar casos de suborno e, consequentemente, a incidência do problema diminui. Esse benchmark pode ser aplicado a todos os tipos de organizações, independentemente do tipo, tamanho ou localização.

Avaliação de risco

Uma empresa só receberá o certificado ISO 37001 se seu sistema interno de gerenciamento para detectar e eliminar propinas e corrupção passar por uma auditoria externa. Conforme explica Steve McDonald, diretor de Market Development for Risk da Thomson Reuters (Americas), ainda não está claro se as empresas adotarão esse padrão para amenizar seus próprios riscos ou se apenas trabalharão com fornecedores que tenham adotado o ISO37001 para reduzir os riscos em suas cadeias de suprimentos."O ideal é que a avaliação de risco estratégico ocorresse antes mesmo de se pensar nos fornecedores”, diz ele.

É inquestionável que a implementação do ISO37001 traz diversos benefícios. A princípio, ajuda as empresas a detectar e enfrentar riscos de suborno antes que o problema venha a impactar negativamente a organização. Isso porque o sistema provê as ferramentas necessárias para que se tenha informações suficientes sobre terceiros na hora de tomar tomar decisões.

Além disso, ao aderir ao ISO37001, as empresas enviam uma clara mensagem aos investidores, stakeholders e e parceiros de negócios: que a empresa não vai tolerar propina ou nenhum outro tipo de corrupção em sua cadeia de suprimentos –o que, de imediato, já representa uma vantagem diante de muitos concorrentes.

Por último, o novo padrão pode aumentar a eficiência operacional e demonstrar o compromisso das empresas com a responsabilidade social.

Veja abaixo, as principais etapas para que uma empresa implemente o padrão ISO 37001.

Esperar pra ver

A dúvida agora é se o ISO 37001 será adotado ou não pela indústria. “É importante ter em mente que esse é apenas um padrão e o simples fato de aderir a ele não oferece 100% de garantia contra propinas e corrupção”, ressalta McDonald. " O setor industrial encontra-se dividido a respeito da utilidade do ISO 37001. Será preciso esperar para ver o que acontece. “Mas, aderindo a esse novo padrão a organização certamente terá provas de que pelo menos tomou medidas razoáveis para evitar esses riscos em seus negócios, o que será levado em consideração no caso de uma investigação relacionada à corrupção", conclui ele.

Durante o processo de implementação do ISO 37001, as empresas podem recorrer a parceiros confiáveis ​​para obter ajuda. Veja como a Thomson Reuters Third Party Risk pode ajudar:

 

  •  Manutenção de controles e políticas internas

Nosso sistema rastreia a prestação de conta dos funcionários no que diz respeito a presentes, doações e possíveis casos conflitos de interesse. Também monitora negociações pessoais, incluindo as etapas pré e pós-trade, em busca de comportamentos suspeitos.

 

  •  Treinamento anti-suborno 

Oferecemos uma vasta gama de cursos interativos projetados especialmente para suprir as necessidades de treinamento em compliance. É também possível personalizar o gerenciamento desses programas de treinamento com testes que indicam o grau de compliance.

 

  •  Avaliações de risco de propina de terceiros

O Thomson Reuters World-Check pode ser incorporado a questionários novos ou já existentes em plataformas de análises de risco. Também fornecemos índices de risco de 240 países ao redor do mundo.

Para saber mais sobre o Country Risk Ranking clique aqui

 

  •  Pesquisa de terceiros e seus associados

Por meio do Thomson Reuters World-Check, as empresas podem fazer uma triagem de terceiros e seus associados. O World-Check possui um banco de dados com três milhões de perfis que estão relacionados à corrupção, exploração, sanções, fraudes e crimes organizados.

 

  •  Due diligence

A Thomson Reuters oferece relatórios de due diligence sobre indivíduos e organizações. Nossos analistas são especializados em técnicas de due diligence para conseguir extrair as mais difíceis informações desde fontes, registros e documentos públicos até serviços por assinatura.

 

  •  Monitoramento contínuo

O Thomson Reuters Screening Resolution Service fornece triagem terceirizada, reparação e monitoramento contínuo para que se possa realizar uma completa avaliação de de riscos de terceiros.

 

 

 

PARA SABER MAIS SOBRE O THOMSON REUTERS SCREENING RESOLUTION SERVICE clique aqui

World-Check

Adotada por instituições globalmente, é fonte de inteligência estruturada sobre indivíduos e organizações de alto risco. Abrange aspectos utilizados em rotinas como Know Your Customer (KYC), Anti-Money Laundering (AML), Know Your Partners (KYP), cobrindo crime organizado, sanções, pessoas politicamente expostas, terrorismo e muito mais.

Enhanced Due Diligence (Due Diligence Aprofundada)

Serviços sobre demanda baseados em assinatura e registros e documentos públicos, executados de maneira personalizada por nossos profissionais que são treinados em comprovadas técnicas de due diligence, para reunir as informações inteligentes e corretas de fontes abertas. Temos uma infra-estrutura de pesquisa global com analistas trabalhando em mais de 60 idiomas. Os relatórios consistem em pesquisas on-line e em campo, com possibilidade de documentação fotográfica de visitas no local quando necessário.

Compliance Learning

Oferece programas de treinamento abrangentes, econômicos e de fácil assimilação. Disponível em mais de 30 idiomas, contamos com mais de 500 clientes e 600.000 usuários em todo o mundo.

AutoAudit

Usado por centenas de organizações em todo o mundo, o software AutoAudit melhora a eficiência do processo de auditoria interna, permitindo a documentação adequada do processo de identificação, avaliação e respostas aos riscos de auditoria, auxiliando também na fase de elaboração dos relatórios internos.

Regulatory Intelligence

Focado na conformidade regulatória global, capacitando os profissionais a tomar decisões bem informadas para gerenciar riscos regulatórios com confiança, usando a inteligência mais abrangente e confiável disponível.