1. Homepage
  2. Tax & Accounting
  3. Comercio Exterior
  4. Blog Comércio Exterior
  5. Gestão tributária na era SPED: como otimizar seus processos?

October 26, 2020

Gestão tributária na era SPED: como otimizar seus processos?

Um dos desafios das empresas é otimizar e simplificar os processos da gestão tributária. Afinal, com o SPED, a digitalização das obrigações fiscais chegou para ficar. Quer saber como fazer essas entregas de maneira mais assertiva? Confira o artigo!

A transformação digital tem acelerado uma série de mudanças em diferentes setores do mercado. Por exemplo: muitos processos que antes envolviam a impressão de documentos e a coleta de assinaturas, agora são feitos online e assinados eletronicamente. Sem papel, caneta e contato físico. 

A digitalização já é realidade em vários segmentos, inclusive na gestão tributária. O projeto SPED (Sistema Público de Escrituração Fiscal Digital) representou um marco na modernização dos processos para as entregas de obrigações fiscais

Desde então, as empresas começaram a se adaptar para garantir um alto nível de detalhamento e velocidade nas informações enviadas ao Fisco. Afinal, foram feitas melhorias no processo de fiscalização. Assim, todo cuidado, inclusive com os detalhes, é importante. 

Neste post, mostramos como organizar a gestão tributária em um contexto cada vez mais digital. Quer saber mais? Continue lendo o artigo!

A gestão tributária na era do SPED

SPED é uma solução tecnológica que viabiliza a padronização dos arquivos digitais nas escriturações fiscais e contábeis.

Existem diferentes tipos de módulos dentro do SPED. Veja alguns deles: 

  • SPED Fiscal – ICMS/IPI (EFD);

  • SPED Contribuições (EFD);

  • SPED Contábil (ECD);

  • Escrituração Contábil Fiscal – ECF;

  • Nota Fiscal Eletrônica – NF-e;

  • E-Social;

  • Reinf.

Hoje, essas são as ferramentas digitais que permitem o envio dos dados relevantes para o Fisco. O fornecimento das informações é feito seguindo um processo padronizado. 

Na prática, dentro do SPED, o layout das obrigações fiscais exige que as informações relacionadas às transações tributárias sejam registradas com um alto nível de detalhamento.

Sabendo deste desafio, muitas empresas já possuem controles mais detalhados e eficientes sobre suas operações. Porém, tornar a gestão tributária mais assertiva deve ser uma prioridade de todas as companhias, principalmente na era do SPED

Afinal, ter as informações organizadas em um sistema e apresentá-las ao Fisco é uma prática obrigatória para as companhias que desejam se manter em conformidade

Com uma estratégia de gestão tributária eficaz, é possível criar e aplicar modelos de tributação aderentes à legislação atual, minimizando os erros na geração dos arquivos eletrônicos das obrigações do SPED.

Gestão tributária otimizada com o SPED

Vale destacar que, mesmo trazendo uma série de exigências, a gestão tributária se tornou muito mais digital, consistente e segura com o SPED.

A seguir, elencamos alguns dos principais benefícios gerados pelo sistema digital:

Redução de custos: a partir da racionalização e da simplificação das obrigações fiscais, os times ganharam mais agilidade nas operações. Além disso, o papel também foi eliminado de muitos processos, diminuindo os custos de impressão e armazenamento em meio físico.

Mais segurança e maior transparência: com a digitalização dos processos, a qualidade das informações entregues melhorou muito, garantindo também um nível de transparência maior. Desse modo, o controle e a fiscalização também se tornaram mais assertivos.

Mais velocidade para as operações: para o contribuinte, a entrega das obrigações fiscais digitalmente facilita a organização dos dados, tornando o processo mais rápido e produtivo.

Como simplificar a entrega dos arquivos do SPED? 

Neste cenário, para dar conta de tantas exigências com velocidade e produtividade, o uso da tecnologia na gestão tributária deixou de ser uma opção e se tornou uma necessidade. 

A boa notícia é que fazer a entrega correta das obrigações fiscais pode ser simples se você escolher a ferramenta perfeita para esta demanda.

A solução ONESOURCE Tax One pode auxiliar o seu time fiscal na gestão tributária, assegurando a entrega correta desses arquivos. 

Entenda como a ferramenta pode ajudá-lo!

#1 Abrangência

A ferramenta tem todos os recursos necessários para atender a legislação tributária brasileira em todas as suas esferas: municipal, estadual e federal. Além disso, ONESOURCE Tax One também possui módulos exclusivos para a entrega das obrigações acessórias: SPED-Contábil, SPED Fiscal e EFD-Contribuições.

#2 Atualizações

O software é completo e permanece em um processo contínuo de desenvolvimento e atualizações. Assim, sempre que a equipe acessar o sistema, ele vai operar com as mudanças legislativas. Desse modo, é possível evitar a entrega de documentos e informações com erros.

O ONESOURCE Tax One leva a assinatura da Thomson Reuters. Ou seja, conta com toda a expertise fiscal e a autoridade técnica já conhecidas da TR. 

#3 Integração

Para facilitar o andamento dos trabalhos do time de gestão tributária, o  ONESOURCE Tax One possui integração com outros produtos da plataforma.

Por exemplo, junto com o sistema é possível usar outros dois recursos: 

Com o uso da tecnologia na gestão tributária, atender as exigências do SPED pode se tornar uma tarefa muito mais simples.

Ficou curioso e quer otimizar os seus processos? Conheça o ONESOURCE Tax One!