1. Homepage
  2. Tax & Accounting
  3. Comércio Exterior
  4. Blog Comércio Exterior
  5. Conheça o Repetro Industrialização, regime essencial para empresas do setor de Óleo e Gás

Blogpost

Conheça o Repetro Industrialização, regime essencial para empresas do setor de Óleo e Gás

Adesão ao regime pode trazer inúmeros benefícios competitivos para o segmento. 

Empresas do segmento de Óleo, Gás e Energia lidam com regimes aduaneiros específicos que suprem suas necessidades referentes ao comércio exterior todos os dias. Em um mercado competitivo como o brasileiro, estar por dentro dos melhores processos para agilizar operações e conseguir custos mais competitivos é fundamental para o negócio.

No Brasil, algumas iniciativas para estímulo das atividades econômicas se enquadram nesse cenário. Os Regimes Aduaneiros Especiais são ferramentas utilizadas pela Receita Federal para reduzir custos, assegurando otimização do planejamento de empresas e estimulando novos negócios no país.

Nesse artigo, você entenderá um pouco mais sobre o regime Repetro Industrialização e quais são suas aplicações para empresas do setor de Óleo, Gáse Energia.

O que é o Repetro Industrialização?

O regime Repetro Industrialização exerce o controle das importações e aquisições no mercado interno, com suspensão de tributos federais, de matérias primas, materiais de embalagens e produtos intermediários, utilizados na fabricação de produtos destinados à indústria de petróleo e gás natural.

Os resultados da sua utilização para uma empresa do setor podem incluir a otimização da performance financeira, através da desoneração tributária e de ganhos de fluxo de caixa, redução de custos logísticos, flexibilidade, segurança e simplicidade nas operações de comércio exterior.

O Repetro Industrialização é uma das modalidades trazidas pelo novo Repetro-Sped, que busca incluir fornecedores de equipamento que não eram envolvidos anteriormente no antigo regime. Este novo regime aborda mais setores do segmento de Óleo e Gáse amplia o incentivo ao investimento econômico interno.

Quem pode se habilitar?

De acordo com a Instrução Normativa RFB nº 1901/2019, as empresas interessadas no regime devem possuir as seguintes características:

  • Ser fabricante dos produtos finais a serem diretamente fornecidos à pessoa jurídica habilitada ao regime aduaneiro especial de exportação e de importação de bens destinados às atividades de pesquisa e de lavra das jazidas de petróleo e de gás natural (REPETRO), ou ao regime tributário e aduaneiro especial de utilização econômica de bens destinados às atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e de gás natural (REPETRO-Sped), ou;
  • Ser fabricante intermediário de bens a serem diretamente fornecidos à pessoa jurídica de que trata o item acima.

Benefícios do regime para o setor de Óleo e Gás

A adesão de empresas do segmento  ao Repetro Industrialização pode gerar uma série de benefícios fiscais e competitivos nas operações de importação e exportação. Assim que efetivada a venda do produto final ao beneficiário do regime, ou do REPETRO-Sped, a suspensão do pagamento de tributos federais se converte em:

I – Alíquota de 0% quanto à:

  • Contribuição para o PIS/PASEP;
  • Cofins;
  • Contribuição para o PIS/Pasep-Importação;
  • Cofins-Importação;

II – Isenção quanto ao Imposto de Importação e ao IPI.

Outros benefícios podem ser recebidos. Em caso de destinação para o mercado interno, o pagamento de tributos deverá ser efetivado até o 15º dia do mês subsequente ao da destinação. Com isso, é observa-se um ganho financeiro para operações de nacionalização.

Vale lembrar: o novo regime do Repetro permite a utilização do regime especial em todo o segmento, sem distinção de setores específicos.

Solução automatizada para o regime Repetro Industrialização

Com uma experiência de mais de 20 anos em soluções de comércio exterior e diferentes regimes especiais aduaneiros no Brasil, a Thomson Reuters disponibiliza o módulo ONESOURCE Global Trade – Repetro Industrialização, auxiliando a gerenciar o regime de forma estratégica e eficiente, garantindo conformidade com os requisitos legais e minimizando riscos nas operações de comércio exterior.

Além de contar com expertise de duas décadas no setor, a Thomson Reuters é a pioneira a lançar uma solução específica para gestão do regime Repetro Industrialização, seguindo todos os requisitos da Instrução Normativa RFB nº 1901/2019, disponibilizando uma oferta exclusiva ao mercado.

Para saber mais a respeito do módulo ONESOURCE Global Trade e como ele pode ajudar sua empresa a gerenciar o regime Repetro Industrialização com mais eficiência, entre em contato conosco.