1. Homepage
  2. Tax & Accounting
  3. Comercio Exterior
  4. Blog Comércio Exterior
  5. A tecnologia como aliada para os setores químico e farmacêutico frente ao volume de importações

Blogpost

A tecnologia como aliada para os setores químico e farmacêutico frente ao volume de importações

Segmentos dependem de importação de insumos para operar em pleno funcionamento

Os setores químico e farmacêutico têm peso importantíssimo na economia brasileira. Só no ano de 2020, o brasileiro gastou R$120 bilhões em farmácias, segundo dados da Febrafar (Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes das Farmácias). Apesar de ser um segmento de tanta importância, a pesquisa e desenvolvimento de processos produtivos ainda é uma atividade pouco explorada no país.

Cenário das empresas farmacêuticas

Como efeito, o volume de importação de insumos é altíssimo. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Insumos Farmacêuticos (Abiquifi), 90% de todos os medicamentos acabados e princípios ativos de genéricos são importados, sendo provenientes principalmente de Índia e China, grandes exportadores.

Ao analisar o segmento da indústria farmacêutica, dados do Ministério da Saúde comprovam que os valores despendidos para compra de materiais no exterior gira em torno dos R$15 bilhões por ano. O SUS (Sistema Único de Saúde) é responsável por cerca de 30% dos gastos brasileiros com medicamentos.

Com o volume de importação alto e o crescimento do setor, os departamentos de comércio exterior necessitam cada vez mais de automatizações e soluções tecnológicas para agilizar suas operações e manter-se em compliance.

Para o setor químico não é diferente

O crescimento das taxas de importação no setor químico não diminuiu mesmo havendo aumento no preço médio dos produtos importados, de US$785/tonelada em dezembro de 2020 para US$ 1.066/tonelada em abril de 2021.

Tudo isso demonstra que o cenário para os próximos anos continua com o prognóstico de aumento nas importações, tanto de insumos quanto de materiais prontos, evidenciando a necessidade de uma agenda que estimule a competitividade nacional.

Para essas indústrias os processos de importação e exportação são mais essenciais do que nunca, e contar com tecnologia para agilizar os processos de comércio exterior pode ser o caminho para garantir o sucesso desses setores.

Tecnologia como aliada nos processos de comércio exterior

Buscando garantir mais eficiência e agilidade nos processos de comércio exterior das empresas, a Thomson Reuters desenvolveu módulos específicos capazes de automatizar e garantir o compliance das operações cotidianas nos processos de importação e exportação dos setores químico e farmacêutico.

O ONESOURCE Global Trade garante ampla visibilidade de todos os processos de comércio exterior, mitigando riscos e reduzindo custos, tornando as operações cada vez mais eficientes.

Confira nossa página exclusiva e saiba mais sobre como a tecnologia pode ser a melhor aliada nos processos de comércio exterior para o segmento químico e farmacêutico.

Continue acompanhando nosso blog para mais novidades!