1. Homepage
  2. Soluções jurídicas
  3. Blog Jurídico
  4. O novo desafio das empresas: atrair talentos da Geração Z

blogpost

O novo desafio das empresas: atrair talentos da Geração Z

Neste post, vamos dizer o que as empresas devem fazer para atrair talentos da Geração Z. Leia agora!

O tempo passa e as gerações de advogadas e advogados mudam, os chamados baby boomers estão se aposentando em ritmo acelerado causando um grande impacto na forma de exercer a advocacia. Por exemplo, é a primeira vez no Brasil que há mais advogadas do que advogados.

Mas essas não são as únicas mudanças nas tendências geracionais. A transformação digital acelerada que estamos presenciando, ao mesmo tempo que simplificou as tarefas, aumentou o campo de trabalho, porque novos conflitos surgiram desse novo normal.

Uma consequência lógica disso é que os empregadores procuram novos talentos que estejam mais adaptados à linguagem digital e que tenham mais familiaridade, não só com os benefícios, mas também com os pontos negativos.

Estamos nos referindo à geração Z, aqueles profissionais nascidos entre 1995 e 2005 e recém-formados em Direito.

Existe uma intersecção dessas tendências:

  • a sede de aprendizado dos profissionais da Geração Z;
  • sua maior necessidade de trabalho com propósito;
  • a terceirização do trabalho jurídico de nível inferior.

Tudo isso se alinha muito bem com o trabalho de nível superior e intelectualmente rigoroso que os empregadores legais oferecem. Não é de surpreender que esta seja uma boa notícia para os empregadores legais em atrair, contratar e reter advogadas e advogados da Geração Z.

Diferenças entre geração Z e Millennials

O mercado da advocacia ainda é marcado por profissionais nascidos entre 1980 e 1984, a geração Millennial. A maioria das pessoas que contratam pensam neles como a principal geração em que podem confiar e à qual se adaptar.

Mas se colocarmos a velocidade das mudanças na equação, talvez a saída mais lógica para as empresas seja ter os olhos postos nos advogadas e advogados da Geração Z, pois tem algumas características que os tornam mais adequados. Vamos ver quais são!

Educação

Os profissionais da Geração Z caminham para ser a geração mais bem formada de todos os tempos, visto que sua situação é a de uma sociedade que já possui maturidade digital. Ao contrário de seus antecessores, que viveram a fase em que a internet era uma fantasia que muitas vezes terminava em frustração.

A Geração Z sente-se confortável com ferramentas, análises e dados digitais e sabe como se projetar de forma mais assertiva no uso de tecnologias. Ao mesmo tempo, é uma geração que colhe todos os benefícios de uma educação a distância cada vez mais qualificada.

Também, procura maneiras alternativas de obter o conhecimento e as habilidades que desejam fora do ensino superior tradicional. Eles usam tutoriais em vídeo, aulas online e experiências do mundo real para adaptar sua educação a seus objetivos pessoais únicos.

Visão de negócios

Quando se trata de tomar decisões, as advogadas e advogados da Geração Z são mais hábeis em gerenciar riscos do que seus colegas da geração Millenial. A principal razão para isso é porque eles testemunharam a instabilidade da geração Millennial durante a Grande Recessão da bolha imobiliária que aconteceu em 2008.

Este trauma geracional se traduz em decisões mais estudadas e realistas com base em dados.

Motivação

A grande diferença com a geração Millennial é que eles não veem tanta contradição entre o mundo dos negócios e as causas sociais. A Geração Z valoriza empresas socialmente comprometidas, ao mesmo tempo em que sabe como avançar e fazer carreira em uma empresa.

A Geração Z encontrou nas novas oportunidades de trabalho uma forma de financiar as causas que seus princípios valorizam como importantes. Eles preferem não depender de uma empresa para ter algum tipo de impacto benéfico na sociedade.

Eles também veem diversidade, equidade e inclusão (DEI) como um requisito e não apenas um benefício.

Como ser atraente no recrutamento de advogadas e advogados da Geração Z

A Geração Z espera que seu empregador priorize o bem-estar, a liderança ética e transparente e a DEI, portanto, para ser mais eficiente na hora de atraí-los, as grandes empresas devem estar preparadas para realizar as seguintes ações:

Estabelecer conexões pessoais entre prospectos e recrutadores

Os candidatos a emprego da Geração Z classificam seu relacionamento com a pessoa que faz o recrutamento como o fator mais importante na decisão de aceitar uma oferta e consideram referências de funcionários atuais ou antigos para pesquisar seus empregadores em potencial.

Os candidatos da Geração Z valorizam a comunicação face a face e gostam muito mais dos centros de carreira e eventos de recrutamento de sua faculdade do que seus colegas da geração Millennial.

Investir em DEI como parte da marca

A Geração Z valoriza a diversidade em todos os aspectos: pensamento, experiência e demografia. É ainda mais importante para eles ver a diversidade nos níveis mais altos da empresa, porque isso mostra que alguém que "se parece comigo" pode ter sucesso aqui.

Um dos elementos mais importantes para os empregadores legais é a criação de uma narrativa convincente que comunique a identidade da empresa ao mercado. Por exemplo, o site da empresa reflete, em palavras e imagens, a diversidade da organização? Está acompanhando isso por meio dos esforços de marketing de recrutamento da empresa?

Outro aspecto importante para garantir que o DEI faça parte da marca de seu empregador é comunicar como a cultura apoia a inclusão. Algumas ideias para conseguir isso e, em simultâneo, demonstrar transparência incluem:

  • gravar vídeos com funcionários de todos os níveis para dar um rosto humano à empresa e oferecer uma visão honesta da cultura de trabalho da organização;
  • gravar um podcast com executivos de alto escalão para compartilhar suas opiniões com a comunidade em geral;
  • escrever um blog que compartilhe como ter sucesso na organização: o que os líderes procuram em termos de cultura, atitudes e hábitos no local de trabalho que os líderes esperam ver nos talentos em ascensão de sua empresa.

A advocacia é dinâmica e o bom uso de recursos e orçamentos limitados estão sempre em jogo quando se trata de operações legais do empregador. É por isso que é estratégico entrar na briga para recrutar talentos da Geração Z.

Você achou o tema interessante? Visite nosso blog e encontre mais artigos como este.