Solicitações para patentes de tecnologias Jurídicas crescem 484%

 

As mudanças na maneira como os serviços são vistos e entregues estão gerando um aumento em novos pedidos de patente para tecnologias jurídicas.

Nos últimos cinco anos, houve um aumento de 484% de aumento no número de pedidos de patente, ao redor do mundo, no campo de serviços tecnológicos jurídicos, de acordo com a análise feita pela vertical Jurídica da Thomson Reuters. 

Dados da Organização Mundial de Propriedade Intelectual mostram que 579 pedidos de patentes relacionados a novas tecnologias legais para o Direito foram registrados em 2016. Isso significa um aumento significativo, comparados aos apenas 99 pedidos de 2012.

Os números refletem o aumento da variedade dos serviços, como escritórios de advocacia virtuais e a rápida expansão da indústria do Direito online. Essa tendência é, em grande escala, conduzida pelos negócios e indivíduos que enxergam além dos seus canais tradicionais consultivos do Direito.

As estatísticas ainda indicam o aumento do uso da tecnologia e terceirização dos tradicionais escritórios no Reino Unido, Estados Unidos e Leste Asiático. Isso se dá enquanto os escritórios buscam em aumentar a sua eficiência e implementar modelos operacionais mais econômicos em um mercado cada vez mais competitivo. Os países com os maiores números de pedidos de patente são os Estados Unidos, com 38%, seguido pela China, com 34% e Coréia do Sul, com 15%.

“Inovação tecnológica em indústrias financeiras e de serviços profissionais tem crescido rapidamente nos últimos cinco anos e o setor Jurídico está investindo para se manter a frente dessa estatística,” afirma Charllote Rushton, diretora geral da U.S Large & Midsize Law Firm para a Thomson Reuters.

“A maioria dos grandes escritórios de advocacia opera, agora, em escala global, gerenciando processos e litígios entre múltiplas jurisprudências e fronteiras, nas quais a tecnologia está sendo desenvolvida,” diz Rushton. “Escritórios tradicionais estão enfrentando uma concorrência cada vez mais qualificada. Assim, muitos estão adotando tecnologias de ponta para agilizar processos e reduzir custos operacionais, ou terceirizando para parceiros externos,” completa.

 

Novos modelos de negócios nos levam à inovação

Mudanças regulatórias abriram novos mercados para novos estreantes com modelos não convencionais de negócio de maneiras diferentes de jurisdição, inclusive no Reino Unido, Austrália e Washington, nos Estados Unidos. O Legal Services Act, no Reino Unido, permite estruturas alternativas de negócio, onde advogados e não advogados se unem para formar um negócio.

Muitos desses modelos negócios são caracterizados pelo uso da tecnologia, focados em mover a indústria online com o objetivo de melhorar a eficiência e tornar os serviços mais acessíveis. 

 

 

 

> PARA QUEM PRECISA DE INOVAÇÃO NA GESTÃO JURÍDICA > LEGAL ONE 
A Revolução digital no gerenciamento e inteligência estratégica para escritórios de advocacia e departamentos Jurídicos

> PARA QUEM PRECISA DE CONHECIMENTO ESTRATÉGICO > REVISTA DOS TRIBUNAIS 
O Selo Editorial Revista dos Tribunais reúne autores consagrados do meio Jurídico em obras aprofundadas para capacitar os profissionais do Direito, respaldando-os com respostas rápidas, precisas e confiáveis.

> SOBRE A THOMSON REUTERS  | LEGAL
Respaldamos os profissionais do Direito com respostas confiáveis para as suas decisões mais estratégicas, combinando inteligência, tecnologia e os melhores especialistas, oferecendo soluções digitais inovadoras para a gestão eficiente e gerando conteúdo relevante para as mais diversas áreas do mercado Jurídico.