1. Homepage
  2. Tax & Accounting
  3. ONESOURCE
  4. Blog Tributário
  5. 10 principais características de um Taxologist

January 3, 2018

10 principais caracteristicas de um Taxologist

Um Taxologist é um especialista em tecnologia fiscal que abraça a mudança para produzir resultados notáveis. Esse papel está se tornando indispensável no ambiente de negócios de hoje - e a necessidade deles está crescendo rapidamente.

Grande parte dos profissionais e executivos da área tributária afirmam que sua organização não possuía uma função dedicado à tecnologia tributária 5 anos atrás, mas afirmaram que é de extrema importância para as empresas.

Enquanto o papel do Taxologist busca seu lugar, vale a pena ter em mente que estes profissionais vivem e trabalham de maneiras únicas. 

Veja suas 10 principais características:

1 - Abraçar a mudança.
Um taxologist sabe que os departamentos fiscais efetivos trabalham com as mudanças constantes no mundo dos impostos e da tecnologia.

Eles sentem a obrigação de ser o mais eficiente possível, e eles entendem que a tecnologia desempenha um papel crítico na manutenção de regulamentos novos e em evolução, bem como com a confiabilidade e precisão dos dados de relatórios fiscais.

2 - Usar dados para uma finalidade maior é sua segunda natureza.
Você não pode medir dados que você não armazena. Um taxologist sabe disso, adota uma abordagem racional, centrada em dados, das responsabilidades dos departamentos fiscais.

A quebra de dados de impostos em blocos de construção permite que ele seja usado em toda a empresa de novas maneiras e a união de dados fiscais de fontes diferentes pode automatizar tarefas que costumavam ser laboriosas e demoradas. Esta automação de dados, por sua vez, aumenta o tempo que eles podem gastar, atraindo dados dos dados.

3 – Manter-se atualizado com a tecnologia fora do ambiente corporativo.
Um taxologist experimenta novas tecnologias antes de ser implantada na a empresa. Sendo um dos primeiros a adotar as tecnologias mais recentes, desde gadgets a softwares. Eles canalizam essa paixão pela inovação no escritório, transformando o dia a dia do departamento.

4 – Adicionar valor fora de seus departamentos.
Um taxologist não é sobrecarga. Ele retorna valor à empresa criando eficiência e identificando oportunidades de diminuição de custos, um resultado que a gestão reconhece e valoriza. Eles pensam sobre os processos de ponta a ponta, bem como as transferências entre diferentes departamentos.

5 - Saber que pequenas coisas podem fazer uma grande diferença.
De agilizar a entrada de dados para poder começar o final de semana mais cedo até realizar reuniões de forma mais eficiente, um Taxologist sabe que pequenas mudanças em um nível micro podem fazer um espetáculo no nível macro. Um taxologist pensa e age de formas que fornecem valor hoje e produzem retornos exponenciais ao longo do tempo.

6 – Manter o interruptor de curiosidade sempre ligado.
Um taxologist anseia por detalhes que outros profissionais não, e eles rotineiramente procuram respostas às perguntas que outros não fizeram. Por exemplo, eles perguntam para outras partes interessadas, tanto dentro como fora da área Tributária, sobre sua experiência com seus sistemas atuais (e se há alguma incompatibilidade) e se os problemas ambientais os impedem de migrar para a tecnologia mais recente. Além disso, eles podem procurar entender como outros departamentos ganham eficiência e como isso pode ser traduzido para as tarefas cotidianas do departamento tributário.

Em suma, eles tendem a estar um passo à frente de sua indústria, e isso é aparente.

7 – Fazer a tecnologia funcionar para si.
Como eles enxergam a tecnologia como uma ferramenta, os taxologists pretendem eliminar os sistemas legados, que são, em última análise, mais problemáticos do que valiosos. Eles procuram unificar diferentes sistemas e fontes de dados, disponibilizar informações relevantes e garantir que sua tecnologia seja fácil de usar para todos.

8 – Ser útil além dos números.
Os taxologists veem a oportunidade onde outros veem barreiras e estão dispostos a se inclinar para a mudança. Eles entendem como superar as barreiras naturais que a empresa cria para permitir o compartilhamento contínuo de informações. Fazendo conexões, eles podem contornar a experiência anterior e aplicar de forma criativa o problema à mão.

9 - Pensar de forma holística.
Quando há uma oportunidade de melhorar um sistema olhando para além do óbvio, um taxologist geralmente vê. Por exemplo, um taxologist pode recomendar integrar um sistema de ERP com software de imposto e enumerar todas as razões pelas quais isso seria benéfico.

Eles vão além do alcance de suas responsabilidades pessoais e enxergam o grande esquema de seus dados, onde eles viajam globalmente e quem os manipula. Eles quebram os silos, envolvendo seus colegas dentro e fora de seu departamento e aprendem sobre suas experiências com a tecnologia.

O resultado? Fazer conexões e identificar oportunidades de melhoria em todos os níveis.

10 – Desafiar os estereótipos.
Os taxologists rompem o estereótipo do profissional tributário de serem meros trituradores de números. Eles são o profissional tributário arrojado e proativo do futuro. Aberto a novas maneiras de fazer as coisas, eles estão confortáveis ​​com a evolução da tecnologia e vê-la como uma ferramenta inestimável para abrir novos caminhos.