Viés inconsciente é maior barreira para alcançar equilíbrio entre gêneros, revela pesquisa da Thomson Reuters

Estudo foi realizado com o objetivo de encontrar insights sobre como alcançar o equilíbrio entre os gêneros nas equipes de altos executivos

São Paulo - Uma pesquisa realizada no Thomson Reuters Change Makers Summit, encontro entre patrocinadores de mudanças da Thomson Reuters em Londres, revelou que o viés inconsciente é a maior barreira para se alcançar o equilíbrio entre os gêneros nas equipes de altos executivos. Para 55% dos entrevistados essa é uma realidade na maioria das companhias. Além disso, 96% acredita que o viés inconsciente está presente nos níveis de recrutamento e permanece consistente na administração intermediária.

Para a Vice-Presidente de Recursos Humanos da Thomson Reuters Brasil, Andrea Ziravello Elias “a diversidade e a inclusão devem ser um objetivo estratégico para as empresas e também uma questão de desempenho, um mecanismo de crescimento das companhias”, declara. “Uma empresa onde se promove uma cultura de diversidade de ideias, estilos, experiências e abordagens permite mais espaço para a inovação”, finaliza.

O estudo foi realizado de forma anônima durante todo o evento para reunir a opinião de um público que incluía representantes de 56 empresas globais, com membros do UK Women in Finance Charter, do 30% Club e do London Women’s Forum, além de vários colaboradores da Hampton-Alexander Review.

OUTROS ACHADOS

• 83% acreditam que as empresas deveriam publicar as faixas salariais dos funcionários
• 71% acham que levará de 5 a 10 anos para sua empresa ter, de fato, uma representação equilibrada nas funções executivas
• 48% acreditam ser o escrutínio público o maior incentivador ou motivador para as empresas agirem, seguido pelo bom senso empresarial (33 por cento) e a pressão interna (19 por cento)
• 41% dos participantes foram, em algum momento da carreira, exemplos relutantes e/ou porta-vozes do equilíbrio entre os gêneros
• 100% acreditam que as práticas de trabalho precisam mudar para que se alcance o equilíbrio entre os gêneros na cúpula de alguns setores

O Thomson Reuters Change Makers Summit, realizado em novembro, teve como objetivo solidificar ações entre os setores para abordar a ausência de mulheres entre os altos executivos em todo o mundo e priorizar o desenvolvimento do pipeline de talentos femininos. Conferencistas e participantes foram chamados a assumir um compromisso público, em escala pessoal e/ou representando sua empresa, de apoiar equipes executivas mais equilibradas.

“Descobertas como essas revelam a necessidade de as empresas globais assumirem compromissos mensuráveis em longo prazo para equilibrar os gêneros se quiserem ter sucesso no futuro”, afirmou Susan Taylor Martin, presidente da Área Jurídica da Thomson Reuters. “O Thomson Reuters Change Makers Summit transforma conversas em ações, fazendo com que as pessoas enfoquem o que podem fazer, individualmente e como parte da empresa, para motivar a mudança.”

Notas para o editor:
Em 2016, a Thomson Reuters envolveu-se diretamente em várias iniciativas de diversidade e inclusão. O Thomson Reuters Diversity & Inclusion Index foi lançado em setembro e classifica as 100 principais empresas de capital aberto do mundo com os locais de trabalho mais diversos e inclusivos. Em abril, a Thomson Reuters assinou o UK Women in Finance Charter, comprometendo-se a divulgar o progresso anual das metas internas de diversidade de gênero.

Outros prêmios e reconhecimentos da Thomson Reuters:

• World’s Most Admired Companies (sétimo ano consecutivo)
• The Human Rights Campaign (quarto ano consecutivo)
• Top Employers Accreditation
• The Inclusive Top 50 UK Employers
• Disability Equality Index
• Glassdoor Best Places to Work
• Anita Borg Institute, Top Companies for Women Technologists
• Business Insider Best Companies for Women

Thomson Reuters

Thomson Reuters é o provedor líder mundial de notícias e informação para mercados profissionais. Nossos clientes confiam em nós para ter acesso à inteligência, à tecnologia e à experiência que precisam para encontrar respostas confiáveis. A empresa opera em mais de 100 países há mais de 100 anos. As ações da Thomson Reuters estão listadas nas Bolsas de Valores de Toronto e de Nova York (símbolo: TRI). Para mais informações, visite www.thomsonreuters.com.br

Contatos para a imprensa

Camila Soares

Head of Corporate Communications, Brazil
Thomson Reuters
+55 11 2159 0562
camila.soares@thomsonreuters.com
Thomson Reuters

Glauber Canovas

+55 11 2898-7472 ou 2898-7455
glauber.canovas@xcompr.com
thomson.reuters@xcompr.com