GDPR +1 Ano: As empresas lutam com o aumento dos regulamentos de privacidade de dados

25 de maio marcou o aniversário de um ano do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), que representou a mudança mais significativa na regulamentação de privacidade de dados em décadas.

Uma nova pesquisa realizada pela Thomson Reuters indica que as empresas têm lutado cada vez mais com o compliance ao GDPR e outras regulamentações de privacidade de dados no ano passado.

Todas as organizações, incluindo várias empresas barasileiras, que fazem negócios dentro da União Europeia devem obedecer a seus mandatos abrangentes de garantir a privacidade dos dados ou enfrentar multas significativas. Algumas empresas já entraram em conflito com o GDPR - o mais notável é o Google, que enfrenta uma multa de US $ 53 milhões por falta de transparência e falta de consentimento adequado em suas políticas de privacidade de dados. Mais casos de alto perfil estão supostamente pendentes.

A Comissão Europeia informou que 95.180 reclamações de alegadas violações de GDPR haviam sido arquivadas com autoridades de privacidade de dados na Europa em janeiro de 2019. As reclamações mais comuns envolveram telemarketing, e-mails promocionais e o uso de circuito fechado de televisão (CCTV) ou vigilância por vídeo.

Você pode fazer o download da pesquisa completa em inglês, aqui: GDPR +1 Year: Business Struggles with Data Privacy Regulations Increasing.

 

A Thomson Reuters entrevistou profissionais de privacidade de dados em organizações globais em nove países em 2017 e novamente em dezembro de 2018 - tanto antes quanto depois que o GPDR entrou em vigor. As empresas pesquisadas têm uma receita global média de US $ 282 milhões e uma média de 16.400 funcionários. A pesquisa descobriu que, após um ano, muitas empresas ainda estão lutando para cumprir o GDPR; e com mais regulamentos de privacidade de dados entrando em vigor em outros países (incluindo os Estados Unidos), os desafios enfrentados pelas empresas estão aumentando.

Dificuldades de compliance ao GDPR aumentando:

O novo relatório, GDPR +1 Year: Business Struggles with Data Privacy Regulations Increasing, constatou que as dificuldades de compliance com os regulamentos de privacidade de dados em todo o mundo aumentaram de várias maneiras desde que o GDPR entrou em vigor, principalmente:

79% das empresas em todo o mundo estão ou não cumprindo os requisitos regulamentares ou tendo problemas para acompanhar;

91% das empresas estão cientes do GDPR, mas uma em quatro afirma que não se considera bem informada;

Metade das empresas foram submetidas a uma ação de fiscalização em algum lugar do mundo;

As empresas estão recuando e apenas 30% dizem que estão abertas e pró-ativas no trato com os consumidores;

As empresas estão gastando uma média de US $ 1,3 milhão por ano em proteção de dados e esperam que esses custos subam este ano.

Regulamentação de privacidade de dados crescendo globalmente

Mesmo que as dificuldades de lidar com o GDPR e outras regulamentações de privacidade de dados estejam crescendo, essas regulamentações continuam a proliferar em um ritmo rápido. De acordo com o Consultor de Privacidade de Dados da Thomson Reuters, vários países aprovaram novas leis de privacidade de dados em 2018 - muitos deles baseados no GDPR - incluindo Brasil, Peru, Bahrein, Hong Kong, Uruguai, Israel e Chile. Outros países devem tomar medidas semelhantes neste ano também.


No entanto, alguns dos desenvolvimentos mais significativos ocorreram nos EUA, onde projetos de lei foram introduzidos no Congresso para estabelecer uma lei nacional de segurança de dados. E o Facebook informou que prevê uma multa de mais de US $ 3 bilhões da Federal Trade Commission dos EUA por suas políticas de proteção de dados e uma série de violações de dados.

Mesmo que as dificuldades de lidar com o GDPR e outras regulamentações de privacidade de dados estejam crescendo, essas regulamentações continuam a proliferar em um ritmo rápido.

The California Consumer Protection Act (CCPA) entra em vigor em 1º de janeiro de 2020 e pelo menos 11 outros estados estão considerando legislação semelhante. O CCPA, sancionado em junho passado, oferece aos consumidores novos direitos em relação à coleta de suas informações pessoais. A pesquisa da Thomson Reuters revelou que 40% das empresas nos EUA e no mundo todo dizem não ter conhecimento sobre o CCPA, apenas sete meses antes de entrar em vigor.

À medida que novas regulamentações de privacidade de dados continuam sendo aprovadas e a fiscalização aumenta, metade das empresas pesquisadas afirmam ter sido objeto de uma ação de fiscalização que envolve um regulamento de proteção de dados em um país no qual elas fazem negócios. Esse número é de 38% no ano anterior. Cingapura tem a taxa mais alta em 57%; mas mesmo na Nova Zelândia - o país com a menor taxa de violação - mais de um terço das empresas relatou ter recebido medidas de fiscalização.

Risco de cair ainda mais para trás

Não é de surpreender que quase metade das empresas pesquisadas (47%) diga que está ou se esforçando para permanecer em dia ou se atrasando em relação aos regulamentos globais de privacidade de dados. A implementação do GDPR criou grandes novos desafios para as organizações em todo o mundo. As empresas prevêem novos aumentos de custos à medida que novas regulamentações proliferam, e muitas empresas ainda carecem de ferramentas vitais para acompanhar e atender a essa estrutura regulatória global cada vez maior.

O GDPR pode ser apenas o ponto de partida para uma nova onda de regulamentações de privacidade de dados, e as organizações podem se ver cada vez mais desafiadas a atender a esses requisitos crescentes.

 

> PARA QUEM PRECISA DE INOVAÇÃO NA GESTÃO JURÍDICA > LEGAL ONE 

A Revolução digital no gerenciamento e inteligência estratégica para escritórios de advocacia e departamentos Jurídicos

> PARA QUEM PRECISA DE CONHECIMENTO ESTRATÉGICO > REVISTA DOS TRIBUNAIS 
O Selo Editorial Revista dos Tribunais reúne autores consagrados do meio Jurídico em obras aprofundadas para capacitar os profissionais do Direito, respaldando-os com respostas rápidas, precisas e confiáveis.

> SOBRE A THOMSON REUTERS  | LEGAL
Respaldamos os profissionais do Direito com respostas confiáveis para as suas decisões mais estratégicas, combinando inteligência, tecnologia e os melhores especialistas, oferecendo soluções digitais inovadoras para a gestão eficiente e gerando conteúdo relevante para as mais diversas áreas do mercado Jurídico.

 

Quer saber mais? Preencha o formulário para solicitar um contato

Por favor, preencha todos os campos obrigatórios.

Ao enviar este formulário, você reconhece que leu e concorda com a nossa

Política de privacidade