Mercado em Foco | 26/08 à 02/09

Um apanhado semanal com as notícias dos principais setores da economia.

Indústria volta a crescer em agosto, mas otimismo perde força por cena política, mostra PMI

A entrada de novos trabalhos teve em agosto o ritmo mais forte em três meses e a indústria do Brasil voltou a crescer, porém as preocupações com a situação política limitaram o otimismo no setor, mostrou a pesquisa Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgada nesta sexta-feira, 01 de setembro.

O PMI do setor apurado pelo IHS Markit subiu a 50,9 no mês passado, depois de ter ficado em 50,0 em julho, nível indicativo de ausência de mudanças no setor e que separa contração de expansão.

O que afeta a confiança do empresário da indústria são as preocupações com a situação política no país e com as eleições presidenciais de 2018, de acordo com o IHS Markit.

 

Impulsionado por consumo, Brasil cresce mais que o esperado no 2º tri; investimentos ainda recuam

O Brasil cresceu mais do que o esperado no segundo trimestre diante da recuperação do consumo das famílias em meio ao cenário de inflação e juros em queda, mas os investimentos produtivos continuaram caindo, evidenciando que a recuperação da atividade será gradual.

O Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu 0,2 por cento entre abril e junho passados sobre os três meses anteriores, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 01.

A boa surpresa também veio na comparação com o segundo trimestre de 2016, com o PIB crescendo 0,3 por cento, o primeiro resultado anual positivo desde o primeiro trimestre de 2014 (+3,5 por cento).

 

Governo

Brasil e México negociam ampliar acordo comercial

O Brasil e o México estão discutindo formas de ampliar um acordo comercial ao incluir novos produtos e aperfeiçoar as tarifas preferenciais no comércio bilateral, conforme as duas principais economias da América Latina tentam estreitar laços.

O Ministério disse que o comércio entre os dois países somou 7,34 bilhões de dólares no ano passado, com as exportações do Brasil representando 3,81 bilhões de dólares do total.

As exportações brasileiras para o México subiram 19 por cento de janeiro a julho ante mesmo período de 2016, disse o Ministério.

 

Índice fecha em alta e retoma 72 mil pontos com exterior e PIB brasileiro

O principal índice da bolsa paulista subiu nesta sexta-feira e recuperou os 72 mil pontos pela primeira vez em quase sete anos, diante de um cenário externo mais favorável e números melhores que o esperado para a economia brasileira.

Com base em dados preliminares, o Ibovespa fechou em alta de 1,69 por cento, a 72.030 pontos, acumulando ganho de 1,3 por cento na semana. Se for confirmado após os ajustes, será o maior patamar de fechamento desde novembro de 2010. O giro financeiro somava 8,7 bilhões de reais.

 

Preços do petróleo devem ganhar impulso com crescimento da demanda

O governo brasileiro vai recorrer da decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) que determinou ao país a suspensão de sete programas de apoio à indústria, mas está preparado para “qualquer aperfeiçoamento” que seja necessário fazer na política de incentivos, disse nesta quinta-feira o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab.

“O Brasil integra a instituição (OMC) e, portanto, saberá cumprir qualquer deliberação”, disse o ministro, após participar do primeiro teste da tecnologia móvel de quinta geração (5G), na sede do ministério.

A OMC deu um prazo de 90 dias para o Brasil suspender sete programas de apoio à indústria questionados pelo Japão e pela União Europeia e considerados como subsídios ilegais na decisão do Painel que analisou os casos, de acordo com o relatório final obtido pela Reuters.

 

Governo estuda abertura de capital dos Correios, diz fonte

O governo federal estuda uma eventual abertura de capital dos Correios, mas não sua privatização, disse à Reuters uma fonte governista que acompanha de perto o assunto, em um momento em que o governo do presidente Michel Temer retoma a agenda de desestatizações com a venda do controle da Eletrobras, entre outros ativos.

“Simultaneamente ao processo de saneamento da empresa, o governo estuda o futuro dos Correios”, disse a fonte, citando que o IPO seria uma dessas opções.

“Não é um bom momento político para uma privatização”, disse a primeira fonte que acompanha as discussões. “Os Correios são uma empresa muito querida pela população. Uma IPO seria mais fácil de assimilar.”

 

Energia

Atraso em transmissão impede Belo Monte de gerar com novas turbinas

A hidrelétrica de Belo Monte não poderá gerar eletricidade com sua próxima turbina a ser concluída ainda neste mês, devido a atrasos na obra de linhas de transmissão que iriam escoar a produção da usina no Pará até o sistema elétrico, segundo um documento visto pela Reuters.

Até o momento, a usina no Rio Xingu, com investimento estimado em 35,9 bilhões de reais, colocou em operação comercial doze turbinas --seis na casa de força principal e seis menores em uma unidade complementar.

“Com o atraso na linha (de transmissão)... há capacidade para escoamento apenas até a unidade geradora 6 (da casa de força principal)”, afirma um documento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) visto pela Reuters, que publicou reportagem em março indicando que o problema limitaria a geração a partir do final deste ano.

 

Camex publica resolução sobre taxas em importação de etanol por prazo de 24 meses

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou resolução em que autoriza a importação de 1,2 bilhão de litros de etanol sem taxas por um prazo de 24 meses (600 milhões de litros por ano), de acordo com o Diário Oficial da União desta sexta-feira, 01.

A aprovação da medida ocorreu em reunião da Camex no último dia 23. Volumes acima dos 600 milhões de litros serão taxados em 20 por cento, em uma medida que atinge principalmente os Estados Unidos e que atende a reivindicações do setor sucroenergético nacional.  Após esse prazo de 24 meses, as tarifas incidentes sobre importações de etanol serão novamente avaliadas pela Camex.

 

Petrobras eleva gasolina em 2,7% nas refinarias a partir de sábado; diesel sobe 4,4%

A Petrobras elevará os preços do diesel em 4,4 por cento e os da gasolina em 2,7 por cento nas refinarias a partir de sábado, dia 2 de setembro, informou a estatal nesta sexta-feira, 01,  em comunicado em seu site.

Os reajustes fazem parte da nova sistemática de formação de preços da estatal, que prevê alterações quase que diárias nas cotações.

 

Governo discute impacto tarifário de medidas para privatizar Eletrobras

O impacto sobre as tarifas de eletricidade de uma pretendida mudança no sistema de venda da produção de hidrelétricas antigas da Eletrobras, em meio a planos do governo para vender o controle da companhia, é um dos pontos que tem sido avaliado na modelagem do negócio, disse à Reuters o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Fábio Lopes Alves.

Ele admitiu que existe uma demanda para que a liberação de uma venda a preços maiores da energia dessas usinas mais antigas da estatal seja feita gradualmente, para evitar uma elevação tarifária que poderia gerar oposição à proposta.

 

Agricultura e Alimentos

Área de soja no Brasil deve crescer 3,1% em 2017/18, diz consultoria INTL FCStone

A área de soja do Brasil no ciclo 2017/18 deverá crescer em 3,1 por cento, aumento de mais de 1 milhão de hectares ante o ciclo anterior, para 34,9 milhões de hectares, disse em nota nesta sexta-feira a consultoria INTL FCStone.

Apesar do aumento de área, a previsão da consultoria é de uma produção de 106,7 milhões de toneladas, nível mais de 7 milhões de toneladas abaixo do registrado em 2017, após o ciclo 2016/17 ser visto como “beneficiado por um padrão climático excepcional”.

 

Exportações globais de café aumentam 11% em julho, diz OIC

As exportações globais de café aumentaram 11 por cento em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 9,38 milhões de sacas de 60 kg, apontou nesta quinta-feira, 31, a Organização Internacional do Café (OIC).

Nos primeiros dez meses da temporada 2016/17, que começou em 1º de outubro do ano passado, as exportações de café subiram 5,9 por cento, para 101,93 milhões de sacas.

 

Brasil exporta recorde de 5,7 mi t de soja em agosto, diz Anec

As exportações de soja pelo Brasil totalizaram um recorde de 5,7 milhões de toneladas em agosto, cerca de 500 mil toneladas a mais frente ao melhor resultado observado até então, em agosto de 2015, informou nesta sexta-feira, 01,  a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

No acumulado de 2017, as vendas da oleaginosa alcançam 57,6 milhões de toneladas, “já sendo este o melhor resultado para as exportações de soja em um mesmo ano, mesmo restando ainda quatro meses para o final de 2017”, acrescentou a Anec, em nota.

 

IPC-S desacelera alta a 0,13% em agosto com queda dos preços dos alimentos, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) terminou agosto com alta de 0,13 por cento, desacelerando ante 0,38 por cento em julho, diante do recuo mais forte dos preços dos alimentos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira, 01 de setembro.

A FGV destacou que em agosto o comportamento do grupo Alimentação teve a maior contribuição ao recuar 0,83 por cento, ante queda de 0,54 por cento na terceira quadrissemana, com destaque para o item hortaliças e legumes.

 

Safra 2018 de café no Brasil pode atingir recorde se clima ajudar, diz MB Agro

A safra brasileira de café do próximo ano, que é de bienalidade positiva para a variedade arábica, pode alcançar um recorde de 60 milhões de sacas de 60 kg, projetou nesta terça-feira o sócio-diretor da MB Agro, Alexandre Mendonça de Barros, durante evento do setor de fertilizantes em São Paulo.

“Se a chuva ajudar em setembro, vamos colher 60 milhões de sacas de café no ano que vem, um recorde”, destacou ele.

Setembro é um momento importante para a próxima safra porque as floradas começam a ocorrer nesta época. E chuvas são importantes para o pegamento das flores e dos frutos.

 

Chefe da OMC diz que Brasil está ativamente tentando eliminar restrições ao comércio de carne

O Brasil está engajado nas negociações do comitê da Organização Mundial do Comércio (OMC) com o objetivo de eliminar qualquer potencial barreira às exportações de carnes suína e de frango, com uma reunião em dezembro sendo a próxima oportunidade para avançar com os acordos que beneficiem suas exportações agrícolas, disse o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, nesta terça-feira, 29.

O Brasil propôs a adoção de critérios científicos relacionados a padrões sanitários no comércio de alimentos em um comitê da OMC, disse Azevêdo em uma conferência.

A OMC prevê que 2017 será o sexto ano consecutivo de crescimento do comércio global abaixo de 3 por cento, sendo esse o ritmo mais lento de crescimento desde a Segunda Guerra Mundial, disse ele.

 

Indústria de fertilizantes do Brasil vê estabilidade nas vendas em 2017

A comercialização de fertilizantes no Brasil deve fechar 2017 em níveis próximos aos de 2016, quando as vendas atingiram recorde de 34,1 milhões de toneladas, disse nesta terça-feira o presidente do Conselho de Administração da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), Carlos Heredia.

Para tal avaliação, o dirigente toma por base o desempenho do setor entre janeiro e julho, com retração de 0,2 por cento nas entregas, em meio a vendas mais lentas de grãos neste ano, diante de preços baixos.

Segundo ele, consultorias especializadas estimam que a comercialização em 2017 ficará entre 33,5 milhões e 35 milhões de toneladas.

 

Varejo

Vendas reais do setor de supermercados recuam 0,5% em comparação anual, diz Abras

As vendas do setor supermercadista brasileiro caíram 0,5 por cento em julho, em valores reais, ante mesmo mês de 2016, devido ao lento ritmo de melhora na economia, afirmou nesta quinta-feira a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

“Para os próximos meses, acreditamos em um resultado superior ao acumulado até o momento”, disse Sanzovo Neto.

 

Indústria Química

Camex prorroga tarifa antidumping sobre butanol importado dos EUA

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu prorrogar por cinco anos o direito antidumping aplicado sobre importações do produto químico butanol produzido nos Estados Unidos, aplicando sobretaxa de até 28,4 por cento, segundo resolução publicada nesta sexta-feira, 01,  no Diário Oficial da União.

 

 

SOBRE A AGÊNCIA DE NOTÍCIAS REUTERS

A agência de notícias Reuters conta com 2,600 jornalistas, 600 jornalistas fotográficos em cerca de 200 localidades ao redor do globo. Produzindo 2.500+ reportagens, 1,5+ Milhões de alertas de notícias, 100+ reportagens investigativas, 700.000+ fotos, 100.000+ vídeos.

Reuters oferece cobertura premiada dos tópicos mais importantes do dia, incluindo as últimas notícias sobre negócios, finanças, política, esportes, entretenimento, tecnologia e muito mais. Sempre na vanguarda das notícias em tempo real e conteúdo multimídia global, produtos e serviços que fornecem tecnologia de ponta para atender às suas necessidades de negócios.