Segundo dia da Fenalaw 2017 projeta novas perspectivas para o mercado jurídico

Depois de um primeiro dia repleto de assuntos sobre a atual realidade do Direito, como os impactos das novas tecnologias para o mercado jurídico, reforma trabalhista e inovação, o segundo dia da Fenalaw 2017 trouxe temas relevantes sobre as transformações da profissão jurídica, como a liderança feminina, blockchain, compliance e outros debates que foram pauta durante o Thomson Reuters’ Trust Summit, um ambiente propício, criado no estande da Thomson Reuters, para enaltecer as #RespostasConfiáveis, estratégicas para que o mercado jurídico possa se desenvolver baseado em conteúdos relevantes.

 

Como as mulheres estão liderando a revolução digital no Direito? A conexão de mulheres e a aplicação de alta tecnologia no Jurídico foi o tema do primeiro debate do dia, no Thomson Reuters’ Trust Summit, liderado por Ana Cristina Perdomo Gomez, gerente jurídica da Thomson Reuters e Cristina Sleiman, presidente da Comissão da Educação Digital da OAB/SP, ambas representantes do grupo Women in Law for IT (WIL4IT). A discussão girou em torno dos percalços ainda enfrentados pelas mulheres no mercado jurídico, como a pouca expressividade numérica em cargos de liderança – apenas 16% dos cargos de liderança nas empresas brasileiras são ocupadas por mulheres.

Para Cristina, “a mulher enfrenta desafios  profissionais tão complexas, repleto de escolhas e renuncias, que fazem com que muitas vezes recue ou perca velocidade no avanço de sua carreira. No ambiente jurídico e de tecnologia esses desafios ficam ainda mais evidentes, porém há oportunidade para se posicionar e abrir espaço pela competência, persistência e garra”.

Eduardo Ludmer, advogado e especialista em M&A, investimento estrangeiro, propriedade intelectual, telecomunicações, internet e tecnologia da informação, trouxe as tendências para o ambiente de negócios no mercado jurídico brasileiro dentro da nova realidade da Internet das Coisas, advindo da Revolução Digital, em um bate-papo sobre a “Wall Street jurídica brasileira”. Além disso, ele apontou as oportunidades de mercado com base nos últimos acontecimentos do cenário nacional. “Esses fatos jurídicos e leis, que aconteceram no Brasil nos últimos anos, tem ajudado o país a debelar a crise, e trazem novas perspectivas de crescimento econômico através desses marcos regulatórios”.
O Thomson Reuters Trust Summit contou, também, com a liderança de Walfrido Jorge Warde Júnior, presidente do IREE – Instituto para a Reforma das Relações entre Estado e Empresa e coordenador na área de Direito Comercial na coleção Teses Jurídicas dos Tribunais Superiores, do selo editorial Revista dos Tribunais. Na ocasião, Walfrido apresentou diferentes formas de, estrategicamente, estabelecer conexões entre autoridades do Direito e suas instâncias por meio de conteúdos relevantes, como jurisprudência e doutrina. 

Ainda, José Leonélio Souza, Consultor Sênior de Governança, Risco e especialista em Compliance da Thomson Reuters levantou questionamentos sobre os riscos em relações com terceiros e exibiu soluções contemporâneas para atender a legislações específicas, como a Lei Anticorrupção, e esferas regulatórias. Além disso, Leonélio apresentou dados de uma pesquisa exclusiva da Thomson Reuters realizada em diversos países, inclusive o Brasil, sobre riscos reputacionais com terceiros. “Os riscos potenciais, de escândalos ou benefícios indevidos a terceiros, podem ser grandes, e precisam ser do conhecimento e monitorados.”

  

A última sessão de conteúdo no Thomson Reuters’ Trust Summit, do segundo dia, contou com a presença de Renato Opice Blum, mestre pela Floria Christian University, advogado e economista, professor coordenador do curso de Direito Digital do INSPER e especialista em Direito Digital. Na ocasião, Renato trouxe à tona as novas perspectivas do Direito sobre o mercado Blockchain, além de propor exercícios com os participantes no mercado de criptomoedas e elaborar reflexões sobre o papel do bitcoin na economia global. “O bitcoin não é a moeda que vai substituir a economia atual, mas ainda poderá ter grande relevância nas transações futuras”.

 

O segundo dia de evento ainda foi marcado pelo lançamento da obra “Governança Estratégica para Escritórios de Advocacia”, de José Paulo Graciotti. O título faz uma importante reflexão e estabelece orientações sobre a gestão especializada de escritórios de advocacia em um ambiente empresarial, além de inserir o contexto da Revolução Digital, onde a Internet das Coisas e a Inteligência Artificial deixam de ser conceitos e são aplicados na prática. Clique aqui e conheça a obra.

 

Quer saber mais sobre a Thomson Reuters na Fenalaw 2017? Acompanhe a cobertura do evento na página da Thomson Reuters Brasil – Legal, no LinkedIn, com a #RespostasConfiáveis e fique de olho aqui, no blog jurídico da Thomson Reuters. 

 

 

> PARA QUEM PRECISA DE INOVAÇÃO NA GESTÃO JURÍDICA > LEGAL ONE 
A Revolução digital no gerenciamento e inteligência estratégica para escritórios de advocacia e departamentos Jurídicos

> PARA QUEM PRECISA DE CONHECIMENTO ESTRATÉGICO > REVISTA DOS TRIBUNAIS 
O Selo Editorial Revista dos Tribunais reúne autores consagrados do meio Jurídico em obras aprofundadas para capacitar os profissionais do Direito, respaldando-os com respostas rápidas, precisas e confiáveis.

> SOBRE A THOMSON REUTERS  | LEGAL
Respaldamos os profissionais do Direito com respostas confiáveis para as suas decisões mais estratégicas, combinando inteligência, tecnologia e os melhores especialistas, oferecendo soluções digitais inovadoras para a gestão eficiente e gerando conteúdo relevante para as mais diversas áreas do mercado Jurídico.